[TRADUÇÃO] Brandon em entrevista para Q Magazine.

Na edição da revista Q Magazine desse mês de fevereiro, Brandon participou da coluna “Where Are You Right Now?”, e você acompanha a tradução da entrevista abaixo:

Q Magazine: Onde você está agora?

Brandon Flowers: Eu estou nos bastidores no Valley View Casino Center em San Diego. Acabei de chegar, tivemos alguns dias de folga, então fui para casa para encontrar minha família.

Q: É estranho ir para casa por um dia de vida normal no meio desses grandes concertos nas arenas?

BF: Sim, eu estive em casa há 38 horas ou mais. Peguei o lixo e ficamos agasalhados porque estamos perto das montanhas e agora há neve em todos os lugares. Eu tentei fazer algo com as crianças, levá-las para o café da manhã e então saí de novo.

Q: Na última vez que falou com a Q, você estava se preparando para mudar de Las Vegas para Park City, Utah. Como foi?

BF: Minha família está amando tudo, ainda estou me acostumando. Estive lá há algumas semanas no máximo.

Q: Mudar-se é uma coisa irritante para uma estrela do rock como é para os mortais comuns?

BF: Não é, mas é para mim. É difícil. Você sempre ouve as pessoas dizerem: “Eu nunca mais farei isso”, e você pensa: “Não pode ser uma coisa tão ruim”. Mas isso tem repercussões, com certeza.

Q: Você embalou suas coisas?

BF: A maioria. Minha esposa também fez muito e meu sobrinho foi de grande ajuda. Você percebe que tem tantas coisas que não precisa. Isso faz você pensar sobre o que você está fazendo na vida. A maioria acabou confinada em um armário. Tenho tendência a acumular tudo.

Q: Você já conheceu os vizinhos?

BF: Nós estamos meio espalhados, eu não posso realmente passar e bater na porta. Estamos neste desenvolvimento, onde você realmente não vê seu vizinho.

Q: Como está indo a turnê?

BF: Está ótima. No momento, estamos no final de uma série de 22 datas nos Estados Unidos. Estou começando a ver a linha de chegada. Foi incrível.

Q: Qual sua canção favorita para se tocar?

BF: Ultimamente, “The Man” descobriu um lado da minha atitude como cantor que ainda não tinha usado. É divertido habitar um personagem. Quando você vê os vídeos de Mick Jagger e Elvis, você percebe que é divertido vestir suas roupas, mesmo que apenas por quatro minutos. Mesmo que falhe miseravelmente, ainda gosto de fazê-lo.

Q: É difícil tocar sintetizador no palco? Às vezes, você não quer dar uma volta no palco como fazem os guitarristas?

BF: Estou feliz por ter algo em que me concentrar às vezes. É um alívio ter algo para me esconder atrás. Naquele momento, me encontro atrás do símbolo do gênero masculino iluminado. Isso me permite um momento de pausa porque tenho que tocar um instrumento. Gostaria de tocar guitarra.

Q: Você já pensou em usar uma keytar?

BF: Não, nunca. Algumas pessoas podiam pagar, mas parece brega.

Q: Parece terrível, mas ao longo dos anos você usou roupas bastante chamativas.

BF: Nunca pensei nisso! Nem mesmo coberto de brilho.

Q: Você deve ir. O que você fará em 20 minutos?

BF: Provavelmente vou decidir o setlist para o concerto de hoje à noite.

Q: Ok, Brandon, bom show!

BF: Até logo!

Fonte: Q Magazine

Comentários!
%d blogueiros gostam disto: