For Reasons Unknown

O single de foi lançado em Junho de 2007, e tem como lados B um cover de “Romeo and Juliet”, do Dire Straits, e uma versão acústica de “Sam’s Town”, ambas gravadas em um concerto ao vivo nos estúdios da Abbey Road para um especial do Channel 4 chamado Live From Abbey Road.

For Reasons Unknown

I pack my case, I check my face
I look a little bit older
I look a little bit colder
With one deep breath, one big step
I move a little bit closer, I move a little bit closer
For reasons unknown…

I caught my stride, I flew and flied
I know if destiny’s kind, I’ve got the rest on my mind
Well my heart, it don’t beat, it don’t beat the way it used to
And my eyes, they don’t see you no more
And my lips, they don’t kiss, they don’t kiss the way they used to
And my eyes don’t recognize you no more

For reasons unknown
For reasons unknown

There was an open chair
We sat down in, the open chair

I said if destiny’s kind, I’ve got the rest on my mind
But my heart, it don’t beat, it don’t beat the way it used to
And my eyes, they don’t see you no more
And my lips, they don’t kiss, they don’t kiss the way they used to
And my eyes don’t recognize you at all

For reasons unknown
For reasons unknown

I said my heart, it don’t beat, it don’t beat the way it used to
And my eyes, don’t recognize you no more
And my lips, they don’t kiss, they don’t kiss the way they used to
And my eyes don’t recognize you no more

For reasons unknown
For reasons unknown
For reasons unknown
For reasons unknown

Por Razões Desconhecidas

Faço minha mala, checo meu rosto
Pareço um pouco mais velho
Pareço um pouco mais frio
Com uma respirada profunda, um grande passo
Chego um pouco mais perto, chego um pouco mais perto
Por razões desconhecidas

Entrei no meu ritmo, eu voei e voei
Eu sei que se o destino é bondoso, não terei peso na consciência
Mas meu coração não bate, ele não bate como costumava bater
E os meus olhos não te veem mais
E os meus lábios não beijam, eles não beijam como costumavam beijar
E os meus olhos nao te reconhecem mais

Por razões desconhecidas
Por razões desconhecidas

Havia uma cadeira aberta
Nos sentamos na cadeira aberta

Eu disse se o destino for bondoso, não terei peso na consciência
Mas meu coração não bate, ele não bate mais como batia antes
E os meus olhos não te veem mais
E os meus lábios não beijam, eles não beijam como costumavam beijar
E os meus olhos nao te reconhecem mais

Por razões desconhecidas
Por razões desconhecidas

E meu coração, ele não bate, ele não bate como costumava bater
Eos meus olhos, não te reconhecem mais
E os meus lábios, eles não beijam, eles não beijam mais como beijavam
E os meus olhos não te reconhecem mais

Por razões desconhecidas
Por razões desconhecidas
Por razões desconhecidas
Por razões desconhecidas

Comentários!